Como adquirir experiência em TI

Experiencia em TecnologiaUm dilema para formandos de Tecnologia da Informação é quanto à sua experiência. A maioria das empresas exige um grau de especialização que muitos recém-formados ainda não têm. Um dos motivos é que, enquanto cursam a faculdade, alguns estudantes preferem um trabalho fora da área de atuação, com um melhor salário. É importante, porém, pensar no longo prazo. Convém fazer um sacrifício hoje para poder ter melhores condições amanhã. Na tentativa de driblar essa situação, algumas dicas são partir para a busca do tradicional estágio na área, participar de projetos em parceria com empresas de TI, além de também fazer parte de um projeto Open Source.

O estágio é algo comum em muitas faculdades. O aluno ganhará uma bolsa ou um salário para desenvolver algum trabalho de interesse para a instituição ou para empresas – muitas também têm programas de estágio, vale vasculhar suas páginas na internet. A maioria das faculdades tem programas internos, e outras têm parcerias com empresas. Converse com o coordenador de seu curso sobre isso. Às vezes vale até recorrer a um financiamento estudantil.

Outra maneira de conquistar uma boa colocação no mercado é fazer parte de projetos que as empresas oferecem, tais como concursos e programas de certificação. Com a escassez de mão de obra qualificada em TI, as empresas investem no meio acadêmico e disponibilizam vários programas de parcerias com faculdades. Nesse caso, geralmente, a empresa oferece algum suporte para que alunos e professores estudem e desenvolvam algo utilizando determinada ferramenta ou tecnologia. Vasculhe os sites de empresas de sua área e procure por tais oportunidades.

Em relação à participação em projetos Open Source, essa é uma grande idéia e fácil de ser executada. Basta que o aluno crie ou participe ativamente de um projeto nesse perfil.

Parece banal, mas pode render muita experiência e contatos, valorizando o currículo. Falando em Open Source, a idéia é pensar em algo (normalmente um software) que seja útil para alguém, de forma profissional ou acadêmica. Em geral, quando se fala em um projeto Open Source, pensamos em TI, porém, muitos projetos precisam de especialistas de outras áreas, como saúde, educação etc.

Todas as ações desenvolvidas devem ser bem documentadas, e todo este dossiê deve ser liberado com o software. Mesmo que não exista o desenvolvimento de um programa, a bibliografia e disponibilização da mesma já é um ótimo meio de conseguir e demonstrar experiência, publicando-se assim os resultados da pesquisa em eventos, sites etc.
O site mais utilizado por pessoas que desenvolvem projetos Open Source hoje em dia é o SourceForge. É só se cadastrar e lançar seu projeto. Participar de uma iniciativa dessas pode demorar mais para lhe trazer resultados. A idéia é procurar um projeto com o qual você se identifique e entrar para a comunidade que o mantém.

A maneira mais fácil, porém,de começar nesse tipo de trabalho é por meio de traduções. Praticamente todos os atuais desenvolvedores começaram traduzindo algo, seja interface, dados ou documentação. Uma dica é ajudar alguma distribuição do Linux, por exemplo, o Ubuntu.

É possível que um estudante participe de todas as iniciativas acima para sair da faculdade mais qualificado e experiente: procurar um estágio, participar de um programa acadêmico de empresa e participar de um projeto Open Source. Tudo isso agregará valor ao currículo. Não se esqueça de documentar todas as suas iniciativas, peça certificados de participação, e-mails dos coordenadores etc. Também escreva muito, crie um blog e mostre para o mundo o que você tem feito e boa sorte nos seus projetos.

Juliano Marcos Martins é engenheiro de software na IBM, seu blog pessoal está em http://jmmwrite.wordpress.com.

Correção
No artigo da IBM publicado nesta coluna no dia 19 de julho, sob o título “Uma janela de oportunidades”, o nome correto do autor é Edson Luiz Pereira.

Fonte: O ESTADO DE S. PAULO – EMPREGOS – SÃO PAULO – 16/08/09 – Pg. Ce3

  1. 04/09/2009 às 11:42 AM

    Um projeto open-source que eu tenho no Source Forge já foi motivo para minha contratação em uma empresa. A verdade é que se o projeto for bem feito, mesmo que não seja lá de grande utilidade, ele serve como cartão de visitas pois demonstra, na prática, os skills de programação dos envolvidos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: