Início > Aquisições, Banco de Dados > Aprovada a proposta de aquisição da Sun pela Oracle

Aprovada a proposta de aquisição da Sun pela Oracle

Por Samuel Martins

A Comissão Européia anunciou quinta-feira que aprovou a proposta de $7.4 bilhões pela aquisição da Sun pela Oracle. Segundo a Comissão Européia esta aquisição não iria afetar significativamente a concorrência na União Européia.

“Agora estou convencido de que a concorrência e a inovação será preservada em todos os mercados em questão”, disse o comissário europeu da concorrência, Neelie Kroes, afirmou em um comunicado. “A aquisição da Oracle pela Sun tem o potencial de revitalizar bens e criar produtos novos e inovadores.”

A comissão, com sede em Bruxelas, tinha iniciado uma investigação devido a preocupações de que a combinação poderia prejudicar o mercado de software de banco de dados.

O maior fornecedor mundial de programas de banco (Oracle), concordou em preservar a viabilidade do MySQL,  atualmente livre e amplamente utilizado sendo um banco de dados open-source.

Em dezembro, a Comissão indicou que estava “otimista” de que o negócio entre as duas empresas já que não representava uma ameaça para o mercado europeu de software de banco de dados.

Naquela época, a Sra. Neelie Kroes, disse que a Oracle tinha assumido compromissos importantes para apoiar o MySQL, que já foi baixado mais de 100 milhões de vezes na última década.

Ms. Kroes, afirmou que depois da Oracle adquirir a Sun, estenderia existentes licenças comerciais do MySQL de até cinco anos. A Oracle também faria garantias vinculativas para as empresas e os indivíduos que já utilizam o MySQL.

A Sun que havia adquirido o banco de dados MySQL em 2008, por US $ 1 bilhão. Em abril, a Oracle anunciou a sua intenção de adquirir a Sun pendente de aprovação regulamentar.

Reguladores da comissão rapidamente cancelaram o negócio, mas a Sra. Kroes emitiu objeções para a Comissão em 10 de novembro.

Desde então, a Oracle e a comissão de investigadores têm reunido para elaborar um acordo que evitaria um longo processo legal e aprovaria a negociação.

Fonte: The New York Times

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: