Início > carreira, Comportamento Pessoal, comunicação, Marketing Pessoal, Profissional > 10 sugestões para falar bem e se destacar no mercado

10 sugestões para falar bem e se destacar no mercado

Quem se expressa bem, seja na vida pessoal ou profissional tem mais chances de conquistar espaço e ter reconhecido seu valor junto às pessoas que o cerca. No entanto, muitas pessoas possuem uma ótima bagagem de conhecimento, são esforçadas e desejam compartilhar o que aprenderam ao longo da vida e, é claro, trocar ideias, informações com seus companheiros. Mas, não basta apenas “abrir” a boca e proferir um amontoado de palavras para ser caracterizado como um bom comunicador. Em determinadas situações, há quem consiga posicionar melhor suas propostas através de um vocabulário simples e mais conciso do quem profere uma hora de conversação que parece não ter “início, meio e fim”. Então, como se tornar um bom comunicador, saber expressar bem um “ponto de vista”? A seguir, algumas dicas que podem ser adotadas por qualquer indivíduo, inclusive aqueles que almejam uma ascensão profissional.

1 – Quem imagina que a comunicação acontece apenas através das palavras que são proferidas verbalmente, engana-se. Se assim o fosse, nunca haveria alguém “cochilando” ou disperso em uma apresentação. Por esse motivo, quem vai apresentar suas idéias, nunca pode esquecer que apenas falar não assegura uma boa comunicação. É aconselhável, por exemplo, que quem está com a “vez da palavra” olhe em direção de quem está falando ou mesmo do grupo que está diante de si. Nesse último caso, na presença de mais de um ouvinte, tente distribuir os olhares enquanto fala. Afinal, todos que estão ali são importantes.

2 – Outro fator que pesa muito no processo da comunicação é a gesticulação. Não são raros os casos de pessoas que ficam quase que paralisadas, quando estão falando. Transmitir ideias, repassar conteúdo ao ouvinte, também se faz através da movimentação das mãos. Mas, sem exageros ou a pessoa que está à sua frente ficará mais preocupada se você tem consciência de espaço e não irá acertá-la acidentalmente.

3 – O processo de comunicação verbal também necessita que o comunicador fique atento à entonação e à velocidade da própria voz. Quem fala, não precisa ser tão rápido e tampouco devagar, quase parando. Deve existir um equilíbrio entre os extremos ou a mensagem pode não ter o resultado esperado.

4 – Provavelmente você assistiu a uma palestra ou mesmo participou de uma reunião, aonde quem conduzia os trabalhos andou de um lado para o outro sem parar como se tivesse que cumprir uma quilometragem. Ou, então, ficou completamente parado, como se estivesse com cimento nos pés. Nem um caso e nem outro são indicados.

5 – Quem fala em público precisa ter consciência que qualquer mente pode deixar passar alguma informação relevante, durante uma apresentação. Por esse motivo, é aconselhável que se faça um breve roteiro, destacando as palavras-chaves de cada tópico que seja destacado na apresentação.

6 – Quando alguém se prontifica a falar em público, não importa a temática, deve se preparar. Mesmo que o profissional domine bem o assunto não custa atualizar-se com pesquisas lançadas recentemente, apresentar dados estatísticos, enfim, ter ciência de que o mundo está em constante processo de transformação e que é preciso manter-se atualizado.

7 – É comum que após uma apresentação em público, algumas pessoas apresentem dúvidas e façam questionamentos. Para facilitar o andamento do seu trabalho, tente colocar-se no lugar que quem irá ouvi-lo e liste os pontos da sua palestra que podem gerar polêmica. Com base nesses dados, você pode preparar-se para possíveis questionamentos e respondê-los com serenidade.

8 – Antes de realizar uma apresentação, não custa “treinar” em casa diante do espelho. Assim, a pessoa poderá identificar os seus erros de comunicação e os pontos que precisam ser trabalhados.

9 – Mesmo depois de todas essas ações, pode ficar aquela “pontinha” de dúvida permanecer: minha apresentação está ou não boa? Nesse caso, não pense duas vezes e chame os amigos de trabalho ou, então, a família, profira sua palestra. Escute com atenção a cada observação que eles fizerem.

10 – Outros recursos que são utilizados por quem deseja melhorar seu desempenho, ao falar em público, é gravar a própria apresentação através de máquinas digitais ou celulares. Isso auxilia a pessoa a analisar a sua apresentação e trabalhar os pontos considerados fracos.

Fonte: RH.com.br

  1. 11/02/2010 às 1:07 PM

    O Ronaldo tem razão. Para falar bem, você precisa ler e escrever muito. Isso vai refletir em todos os setores da sua vida, pessoais e profissionais. Faça um exercício diário. Leia todos os dias e procure escrever também. tenho certeza que se você tomar como hábito exercitar sua escrita e leitura diariamente, seu vocabulário será muito bem desenvolvido.
    Parabéns Fernando por mais uma bela contribuição do Domínio TI à grande web.

  2. 11/02/2010 às 10:34 AM

    É fácil: basta aprender a língua portuguesa direito. E para isso, é preciso ler bastante, escrever bastante e, quem sabe, procurar um bom professor de português. Com o declínio da educação no Brasil, o ensino da língua portuguesa ficou extremamente deficitário, levando ao que se vê: gente escrevendo “anéquiço”, ou com “preguissa”…

    • Fernando Henrique
      11/02/2010 às 11:55 AM

      E se eu te falar que quem escreveu “anéquiço”, foi um gerente de departamento de uma de nossas empresas do grupo? Só mostra o despreparo e a incapacidade dos cidadãos que governam nossa sociedade!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: