Arquivo

Archive for the ‘Educação’ Category

Palestra: Marketing On-life

 

marketing-digital-politico-democracia

Muito boa tarde, honoráveis leitores!!!

No dia 25 de junho, o Senac Ribeirão Preto realizará a palestra Marketing On-life.

A ação, ministrada pelo publicitário Rafael Kiso, tem como objetivo apresentar como a tecnologia e a publicidade digital podem elevar a capacidade do marketing de tornar uma marca parte da vida conectada de seus consumidores.

Rafael Kiso é vice-presidente de Planejamento do grupo Focusnetworks de Marketing Digital, responsável por soluções que potencializam negócios e pela comunicação por meio das mídias sociais para médias e grandes empresas nacionais e internacionais. O publicitário é também sócio-fundador das empresas MídiaNext, agência digital, e a Interactive.

O Senac Ribeirão Preto fica na Av. Capitão Salomão, 2133 no Jardim Mosteiro, ao lado do Bosque Municipal Fábio Barreto. Informações podem ser obtidas pelo e-mail ribeiraopreto@sp.senac.br, ou pelo telefone 16 2111.1200.

Inscreva-se no site.

O evento acontecerá numa quarta-feira, dia 25/06/2014, das 19 às 22 horas.

Aproveitem o evento e tenham todos uma ótima e produtiva semana!

Fonte: SENAC

[Profissão: TI] Auditor de Sistemas

A auditoria exerce sua ação preventiva, saneadora e moralizadora, para confirmar a veracidade dos registros e a confiabilidade dos comprovantes, objetivando dar uma opinião sobre a situação encontrada, confirmando também os próprios fins da contabilidade e, consequentemente garantindo as demonstrações contábeis.

Dentro dos diversos segmentos de auditoria existentes, um deles vem a ser o da Auditoria de Sistemas, que é o ramo da auditoria que revisa e avalia os controles internos dos sistemas de informação da empresa.

Os objetivos de uma auditoria de sistemas são:

 

  • Verificar a eficiência, onde se analisa a utilização dos recursos de computação alocados aos sistemas. Esses recursos são compreendidos pelos softwares, hardwares e profissionais envolvidos, e se atentam a geração do resultado correto no tempo programado;
  • Constatar a eficácia, onde se valida os resultados gerados pelos sistemas, onde esses produtos deverão ter condições de atender adequadamente as necessidades de seus usuários;
  • Atestar a segurança física e lógica, onde se avalia na segurança física o ambiente no qual está estruturado o SI (Sistema de Informação) e a confiabilidade das pessoas que o usa. A segurança lógica compreende avaliar o nível de segurança empregado com recursos tecnológicos nos processos de um determinado SI, como por exemplo, utilização de firewalls, antivírus, anti-spam etc.

A função do Auditor de Sistemas é aplicar os conceitos destacados acima, com imparcialidade total na execução da auditoria, sempre visando que seu papel não é complicar os processos de uma organização, mas sim facilitá-los.

A atuação nessa área pode se estender para outras inúmeras especializações, como: Auditoria de Sistemas Contábeis, Tributários, Auditoria de Sistemas Financeiros, Gestão em Auditoria de Sistemas de Saúde Brasileira, Auditoria em Sistemas de Gestão de Qualidade, enfim, inúmeras áreas de atuação podem se estender para o profissional que optar por essa capacitação.

Os salários de um Auditor de Sistemas, dependendo da região e da especialização podem atingir de R$ 4.000 à R$ 12.000.

Contribuição: Boletim Fiscal Senac

Cursos e palestras gratuitas contribuem para a sua carreira?

Aquela dica de que você precisa para se sair melhor no trabalho ou incrementar o seu negócio pode estar mais próxima do que se pensa. E melhor: pode ser de graça.

Diversas instituições de ensino ministram palestras e cursos gratuitos que podem agregar não apenas o currículo do profissional, mas principalmente conhecimento para a área em que se atua.

O valor que uma palestra agrega para o profissional ou o aluno depende do tema e do palestrante. Hoje muitas instituições oferecem palestras gratuitas de excelente qualidade e até debates. É bom estar atento e não ter nenhum preconceito por ser gratuita a palestra.

Algumas dessas palestras podem até mesmo ser mencionadas no currículo, desde que seu conteúdo agregue conhecimentos importantes à sua função.

Especialmente se o profissional tem pouca experiência na área onde quer atuar, ou é seu primeiro emprego, mencionar que frequentou determinadas palestras denota uma pessoa interessada.

É interessante também, que os profissionais participem de palestras gratuitas de instituições reconhecidas pela sua qualidade técnica e postura ética, ministradas por bons profissionais de diferentes áreas.

Uma excelente instituição que promove todo ano palestras de excelente qualidade técnica é a rede Senac de São Paulo. Todos os anos acontecem o Road Show de TI e o Circuito Senac de Tecnologia da Informação.

Uma semana inteira com palestras sobre diferentes atividades da TI, com professores e profissionais renomados e que contribuem muito para a formação dos alunos, futuros profissionais de TI e dos próprios profissionais já colocados no mercado de trabalho.

Este ano o Road Show de TI 2010 está agendado para os meses de Março à Maio, em várias unidades do Senac em todo o estado de SP. Espera-se também que aconteça o Circuito Senac de Tecnologia da Informação 2010 mais para o fim do ano, como é de costume no calendário da instituição.Vale a pena acompanhar e usufruir dessa oportunidade. O melhor, é totalmente free! 😀

Informações de iG Empregos

Cursos visam suprir formação técnica e de gestão em TI

Início de ano é sempre uma boa oportunidade para dar um upgrade na carreira, sobretudo para quem atua nas áreas de TI e Telecom. Dados da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) mostram que o déficit de mão-de-obra no País chega a 100 mil pessoas, tanto de profissionais com perfil de gestão quanto técnicos. Confira alguns cursos de extensão que estão oferecidos neste primeiro semestre:

Redes WiMax
A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/Poli), por meio do programa de educação continuada, criou o curso “Projetos de Redes WiMax”. O objetivo é dar aos alunos maior formação técnica, levando-os a executar projetos na área.

O curso tem duração de 30 horas e é voltado a profissionais de Engenharia, Tecnologia da Informação e afins. Exige-se que o interessado tenha sólida formação superior, experiência em arquitetura de redes e conhecimentos básicos de inglês. As inscrições estão abertas até o dia 19 de fevereiro e as aulas têm início em março de 2010, uma vez por semana à noite.

O ingresso é feito por meio de processo seletivo, que inclui análise de currículo e entrevista. Mais informações podem ser obtidas no site www.pecepoli.com.br ou pelo telefone (11) 2998-0000.

Gestão da Informação
A Fundação Instituto de Administração (FIA) abriu inscrições para o curso de pós-graduação em “Processo para Gestão da Informação”. Com conteúdo ampliado, a quarta turma do curso, com início em 30 de março, em São Paulo, é destinado a gestores e profissionais que estão em cargos estratégicos.

O curso tem 460 horas e dá enfoque em processos de data mining, CRM, gestão e sistemas de informação, obtenção, tratamento, análise e difusão de dados obtidos a partir de fontes internas e externas à empresa. As inscrições podem ser feitas até dia 12 de março. Mais informações pelo telefone (11) 3818-4091.

Especialização em Tecnologia da Informação
Voltado para preencher lacunas deixadas pelos cursos de graduação, tanto nas áreas gerencial quanto técnica, a Poli USP (PECE/Poli), em seu programa de educação continuada, oferece o curso de especialização em Tecnologia da Informação.

O curso é estruturado em dois módulos: tecnológico e projeto. O primeiro engloba desde conhecimentos básicos até recentes tendências do setor. O segundo tem caráter prático, em que o aluno elabora um trabalho (monografia) que expressa o entendimento dos conhecimentos adquiridos aplicados à sua experiência profissional.

O curso é direcionado a gerentes, especialistas ou técnicos da área de TI. A especialização tem duração de dois anos e abrange 13 disciplinas. As aulas, com início em março, acontecem em São Paulo, duas vezes por semana à noite. O ingresso é feito por meio de processo seletivo, que inclui análise de currículo e entrevista. Mais informações podem ser obtidas no site www.pecepoli.com.br ou pelo telefone (11) 2106-2400.

Fonte: COMPUTERWORLD

Cursos de Ciência e Tecnologia são os mais procurados no SiSU

O curso de Ciência e Tecnologia da UFABC (Universidade Federal do ABC) é o mais procurado na primeira etapa do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). Os dados foram divulgados nesta quinta (04/02) pelo MEC (Ministério da Educação).

Das 793.910 inscrições na primeira etapa, divulgadas no balanço final do MEC, 16.253 foram para as 1.500 vagas na UFABC. Foram cerca de 11 candidatos por vaga. Essa graduação de 3 anos possibilita que o estudante opte por seguir outros cursos. Entre as alternativas há oito modalidades de engenharia (ambiental e urbana, aeroespacial, bioengenharia, energia, gestão, materiais, informação, instrumentação, automação e robótica), cinco bacharelados (ciências biológicas, ciência da computação, física, matemática, química) e quatro licenciaturas (biologia, física, matemática e química).

Além desse, outros dois cursos relacionados a área foram citados entre os dez mais procurados. São eles: Análise e Desenvolvimento de Sistemas do INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO, com 5.926 inscrições e Ciência e Tecnologia da UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO, com 5.095 inscritos.

Inscrição

Haverá mais duas oportunidades para inscrição: nos períodos de 15 a 20 de fevereiro e de 1 a 3 de março. Ao final de cada etapa, os candidatos serão classificados de acordo com o desempenho. Para garantir as vagas, os aprovados deverão fazer matrícula na instituição para a qual foram aprovados. As informações sobre o registro acadêmico devem ser verificadas junto às faculdades.

Veja a reportagem exibida hoje (05/02), no Jornal da Record, sobre a alta procura pelos cursos de Tecnologia da Informação e saiba porque essa é uma área bastante procurada pelos jovens que desejam ingressar bem no mercado de trabalho. Confira:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Leia também: ‘Prouni: Candidatos às 165 mil bolsas podem se inscrever a partir deste sábado

Nível de idioma no currículo pode ser diferencial

Geralmente, no quesito “Idiomas”, o que se vê nos currículos é apenas o nível de domínio que o candidato tem sobre a língua: básico, intermediário, avançado ou fluente.

Contudo, desmembrar esse conhecimento e dividi-lo em compreensão, leitura, oral e escrita pode significar um passo na frente dos concorrentes.

Quanto mais detalhes o candidato der sobre o grau de conhecimento do idioma, mais o recrutador terá informações sobre esse profissional.

A pessoa pode colocar, por exemplo: nível básico – apenas compreensão de frases mais conhecidas. Ou seja, ela escreve algo que explica mais ou menos o que ela quer dizer com ‘básico’. Nesse sentido, ela sai da subjetividade.

Detalhes Na Curriculum.com.br, por exemplo, o sistema de preenchimento do currículo divide o idioma em oito níveis de compreensão que vão do excelente ao nada.

No nível excelente, por exemplo, o candidato se diz capaz de entender tudo perfeitamente, incluindo gírias e detalhes culturais, como nativo. No nível razoável, capaz de entender um discurso, exceto algumas palavras e frases mais complexas ou técnicas. Foi feito assim para que o recrutador saiba exatamente o quanto do idioma o profissional domina.

Não é comum encontrar a descrição do idioma dividida entre oral, escrita e leitura.

Dependendo da posição que ele ocupará, pode ser que a empresa exija a fluência, ou melhor, o conhecimento oral, escrito ou o idioma técnico. O profissional que tem a escrita e a leitura em nível avançado e a fala intermediária, por exemplo, deve se empenhar para aprimorar a sua deficiência.

Diplomas Mencionar os nomes dos certificados de proficiência da língua e intercâmbios culturais também ajuda a destacar a seção “Idiomas”.

De qualquer modo, é preciso ser honesto quanto ao domínio da língua estrangeira. Em algum momento do processo seletivo, ele será testado e, caso a avaliação seja contrária às informações fornecidas, as portas podem ser fechadas.

DICA: Para aprimorar essa informação e testar seus conhecimentos, no site da escola de idiomas CCAA possui um teste de nivelamento, que com perguntas no idioma escolhido, avalia o seu grau de compreensão de acordo com suas respostas e lhe apresenta o nível de conhecimento em outras línguas. Faça o teste!

Informações de IG Empregos

Telecentros vão oferecer 73 cursos online de capacitação profissional

Os mais de 5.564 telecentros distribuídos nas cidades brasileiras vão oferecer 73 cursos de capacitação de ofício, via internet, informou o Ministério das Comunicações nesta quarta-feira (27/1).

O pregão para escolher o fornecedor do sistema de ensino a distância (EaD) será realizado em 8 de fevereiro, mas o Minicom não especificou a data de início dos cursos. A expectativa do governo é formar 500 mil pessoas até julho deste ano.

Os cursos estão divididos em oito áreas: Primeiro emprego, Empreendedorismo, Informática, Tecnologia da Informação, Inclusão Social e Digital, Radiofusão, Software Livre e Agricultura e Pecuária.

Para participar, o cidadão receberá um cartão vale-curso com um código impresso para poder se matricular no curso que escolher, por meio do portal do Ministériop das Comunicações. Os interessados serão cadastrados pelo conselho gestor de cada telecentro.

Além dos cursos, cada pessoa capacidatada terá seus dados cadastrais inseridos em ferramentas de gestão de currículos. No portal, cada usuário que fez o curso poderá conferir as oportunidades de emprego no mercado.

O aluno terá acesso ao conteúdo de áudio, ilustrações, animações e exercícios interativos durante 24 horas por dia e sete dias por semana. O portal permitirá fazer a avaliação de cada aluno ao final do curso. Todos os aluno receberão, ao final do período de aprendizado, um certificado expedido pelo próprio Ministério das Comunicações e pela instituição de ensino.

Fonte: IDG Now!

%d blogueiros gostam disto: