Arquivo

Archive for the ‘Telecom’ Category

3G: Qual operadora oferece o melhor serviço?

Ou devo dizer o menos decepcionante?!

Está aí a prova do nosso “sinal de qualidade” 3G! Pagamos absurdamente caro e temos a internet pior que a de Guiné-Bissau. Olha isso:

Links da matéria:
Mapa com sinal 3G
Speedtest.net

Fonte: Olhar Digital

Todas as operadoras descumpriram lei do call center, aponta Anatel

Às vesperas de completar um ano de sua entrada em vigor, a lei do call center – que impõe diversas regras para o atendimento a clientes e usuários  – ainda espera seu cumprimento pelas empresas.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou esta segunda-feira (30/11) um resumo da fiscalização efetuada entre o dia em que o decreto passou a valer, em 1.º de dezembro de 2008, e o início de maio de 2009.

Foram fiscalizadas 6 empresas de telefonia fixa, 9 operadoras móveis, 2 prestadoras de serviços de TV por assinatura e 6 companhias de comunicação multimídia. Todas as prestadoras de serviços fiscalizadas apresentaram alguma irregularidade, afirmou a agência.

As ações resultaram na abertura de 23 procedimentos administrativos.

Infrações

As principais irregularidades encontradas pela Anatel foram a falta, no primeiro menu eletrônico, de opção de contato direto com o atendente, de reclamação e de cancelamento; a exigência de fornecimento do número de telefone no acesso ao atendente; e o tempo para contato direto com o atendente, que superou os 60 segundos previstos em lei.

Outros motivos de autuação foram a não prestação de atendimento a pessoas com deficiência auditiva ou de fala; a falta de canal único de acesso para serviços ofertados em conjunto; a não transferência imediata da ligação para o setor competente, caso o primeiro atendente não possa resolver o problema; a repetição da demanda pelo usuário, depois que ele já disse o que queria ao primeiro atendente; e a não informação, no início do atendimento, do registro numérico do contato.

Mais empregos

O brincalhão presidente da Associação Brasileira de Telesserviços (ABT), Jarbas Nogueira, afirmou, em comunicado, que “é testemunha do esforço que a grande maioria das empresas fez e está fazendo” (hein???).

Como ponto positivo, Nogueira ressaltou que as novas exigências levaram a um aumento de até 6% no número de empregos no setor.

Nota: sejam sinceros comigo, queridos leitores que acompanham o Domínio TI; Qual melhoria no atendimento dessas empresas pilantras e sugadoras do nosso dinheiro vocês perceberam até agora?! É um absurdo, ainda mais ver que órgãos que deveriam controlar, auditar e estar ao lado do povo, como a ABT e a Anatel estão à favor desses vagabundos. Toda vez que preciso ligar no suporte ou ouvidoria da VIVO para reclamar que meu 3G é um lixo, que estou pagando caro de um serviço palmeirense porco e não estou tendo nenhum retorno sou maltratado e subjugado à aceitar as desculpinhas esfarradas que cada atendente filho da p… presta sem o mínimo pudor. O mais decepcionante é saber que essa lei não irá vingar, que os responsáveis pelos órgãos controladores vão limpar vossos traseiros com as páginas das pesquisas e nós, os principais afetados vamos sentar e assistir chorando esse descaso que sofremos numa terra de ninguém. Depois que o mundo lá fora debocha de nós, por sermos um país “primata”, ficamos todos ouriçados. Que país é este?… respondam-me.

Quase metade das grandes e médias empresas do Brasil usam virtualização

A virtualização de servidores é usada por 42% das empresas de médio e grande porte no Brasil. A conclusão é da consultoria IDC, que realizou um estudo, no mês de outubro e no início de novembro, com 155 companhias no País.

Segundo a análise, mesmo os 48% de respondentes que não utilizam soluções de virtualização de servidores conhecem a tecnologia e como ela funciona. Fornecedores de soluções de virtualização ainda têm uma grande oportunidade de negócios no Brasil, porque as empresas estão em busca de ofertas do tipo.

O Brasil está consolidando sua base tecnológica para a próxima geração dos ambientes de TI, mais flexível, que é a cloud computing (computação em nuvem).

Um dos setores que investirá nesta tecnologia em 2010 é o bancário. Segundo estudo da IDC divulgado no fim de outubro, os bancos aumentarão os recursos destinados à TI no próximo ano. A virtualização aparece como um dos focos, junto com consolidação de servidores e convergência TI/Telecom.

Decisão de Plano Nacional de Banda Larga é adiada

O anúncio do Plano Nacional de Banda Larga foi adiado por três semanas a pedido do “companheiro” Luiz Inácio Lula Molusco da Silva. O presidente esteve reunido na tarde desta terça-feira (24/11) para discutir o assunto com representantes de diversos órgãos do governo federal, mas quer mais detalhes sobre duas propostas apresentas.

Participaram da reunião representantes dos seguintes órgãos: ministérios da Ciência e Tecnologia, das Comunicações, do Planejamento, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, da Educação, da Fazenda, da Advocacia da União e do comitê de Inclusão Digital do Gabinete da Presidência da República e da Casa Civil.

Nenhum dos participantes falou com a imprensa após o término da reunião. Mais cedo, ainda durante o encontro, o Ministério das Comunicações divulgou a sua proposta no seu site.

Leia também: Nova tecnologia de acesso sem fio promete popularizar banda larga

Net supera Telefônica em número de assinantes de banda larga

InternetA Net superou em número de assinantes de internet banda larga a principal concorrente, Telefônica.

De acordo com os dados dos balanços de ambas as empresas referentes ao terceiro trimestre, a Net terminou setembro com 2,790 milhões de clientes de banda larga, com expansão de 7% sobre junho e de 35% em 12 meses.

A Telefônica, enquanto isso, tinha no final do terceiro trimestre 2,578 milhões de clientes de banda larga, o que representa queda de 5,5% sobre junho, embora um aumento de 5% contra setembro de 2008.

A unidade brasileira do grupo espanhol foi proibida em junho pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de vender seu serviço Speedy de internet rápida (rápida?!?!) depois de uma série de interrupções de conexão em meses anteriores.

Após cerca de dois meses, no final de agosto, a Telefônica pôde retomar as vendas, após ter feito investimentos (quais investimentos?) para estabilizar o Speedy, melhorar a qualidade do produto (hein?!) e ampliar a capacidade da rede.

Porém, segundo denúncias da AET (Associação dos Engenheiros em Telecomunicações), a Telefônica não realizou as benfeitorias em sua infraestrutura, de acordo com a matéria publicada em 3 de novembro, no site da Info. Será por esse motivo que essa empresa safada despencou em número de assinantes. Diversidade de operadoras, este é o caminho.

AET pede investigação contra Telefônica

TelefonicaA Associação dos Engenheiros em Telecomunicações (AET) está acusando a Telefônica de não ter feito os investimentos em infraestrutura que declarou em seu balanço anual de 2008.

Em seu balanço público, a telecom diz que investiu R$ 2,3 bilhões em sua rede ao longo de 2008. Em carta enviada a SEC, órgão que regula a bolsa de valores nos Estados Unidos, a AET contesta esse valor e pede uma investigação em torno dos números publicados pela companhia.

De acordo com a AET, o balanço de investimentos tem indícios de fraude. Entre os argumentos apresentados, estaria o fato de nenhum fornecedor de telecom ter dito vender equipamentos em volume representativo à Telefônica em 2008.

Ainda segundo a AET, se estes investimentos tivessem, de fato, acontecido, os usuários de banda larga e telefonia da empresa não enfrentariam as graves falhas registradas no último ano.

A sequência de panes no Speedy levou a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) a proibir a venda do produto. Um grupo de deputados na Câmara chegou a pedir intervenção da Anatel na telecom, a fim de assegurar qualidade mínima de serviços.

Uma das hipóteses apresentadas pela AET é que a Telefônica tenha declarado como “investimentos” gastos de outra natureza em seu balanço de 2008.

Em nota, a Telefônica nega qualquer hipótese de erro ou fraude em seu balanço e diz que não recebeu nenhuma solicitação da SEC (Securities & Exchange Commission).

“Especificamente em relação ao seu programa de investimentos, a Telefônica reitera todas as informações tornadas públicas em seus documentos oficiais, quais sejam as demonstrações financeiras divulgadas trimestralmente e consolidadas a cada ano.

Estes documentos mostram investimentos crescentes ao longo dos últimos três anos. Em 2006, eles totalizam R$ 1,72 bilhão; em 2007, os recursos atingiram R$ 1,99 bilhão; em 2008, R$ 2,34 bilhões”, diz a companhia.

Fonte: INFO

Saiba como se defender de provedores de Internet que não cumprem o contratado

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Ao lado dos bancos e das empresas de telefonia, as provedoras de internet lideram o ranking das companhias mais odiadas pelos consumidores. As principais reclamações são por cobranças indevidas, quedas de sinal e principalmente, a entrega da velocidade muito abaixo da contratada.

Os abusos não param por aí. Você tem uma conexão super rápida, mas não consegue, de maneira alguma, completar uma simples conexão de voz sobre IP com o seu Skype. Sabia que isso pode ser uma limitação imposta, ilegalmente, pelo seu provedor de acesso?

Você pode nem saber, mas a sua privacidade está comprometida na rede. Já reparou, por exemplo, que os anúncios patrocinados que vêm ao lado da mensagem em sua caixa de e-mails, quase sempre, têm alguma ligação com o conteúdo do seu correio eletrônico? Ou seja, a empresa provedora do serviço tem livre acesso àquele texto e, inclusive, aproveita dele para ganhar dinheiro.

Hoje, a fiscalização sobre as práticas dos provedores de acesso à internet é falha. Por isso tanta bagunça e falta de respeito ao consumidor. Mas o Governo Federal pretende criar um marco regulatório civil para a internet.

Na verdade, no entendimento do IDEC, a discussão deve extrapolar a regulação. Internet é, também, um meio para que a população seja instruída, educada e adquira cultura.

Da atual falta de respeito com o consumidor à disponibilidade de internet gratuita para todos. Existe, aí, uma grande distância a ser percorrida. Mas é inevitável associar o desenvolvimento do país à sua conectividade.

Se você enfrenta problemas com a sua internet, não fique calado! Veja abaixo links para os sites de instituições que podem te ajudar. Você também pode dar sua contribuição para mudar este quadro, comentando sobre problemas que você enfrenta com seu provedor de acesso e postando links de outras instituições que possamos reclamar.

Procom
Anatel
Folha: A Cidade é Sua

Fonte: Olhar Digital

Venda casada torna serviço irrelevante para o consumidor

Internet PopularO Programa Banda Larga Popular, voltado para permitir o acesso rápido à internet à população de baixa renda, por meio da redução de 25% para zero do ICMS, está ameaçada, segundo o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec).

O órgão de proteção ao consumidor lembra que, pela proposta, a conta de quem aderir ao programa não pode ultrapassar a R$ 29,80 por mês. De acordo com o Idec, porém, para ter o serviço da Telefônica, única operadora a aderir ao programa, o usuário já deve possuir a assinatura de telefone (custo médio de R$ 40) ou, caso ainda não possua a linha, adquiri-la junto como o serviço de internet, o que supera o teto de R$ 29,80 mensais, conforme decreto do governo de São Paulo.

Embora a operadora tenha informado anteriormente  que não é possível instalar o serviço de banda larga sem a aquisição de seu serviço de telefonia fixa, portanto, disse que pretende oferecer a banda larga popular aos cerca de 1,3 milhão de clientes que hoje acessam a internet por meio de acesso discado, o Idec entende que, a exigência de que o consumidor tenha uma linha fixa da operadora, configura-se na venda casada, diminuindo significativamente o impacto da redução do ICMS sobre o serviço.

A venda casada reduz bastante o impacto da iniciativa, tornando-a praticamente irrelevante, pois o custo final para o consumidor não será menos que R$ 70, R$ 80, isso para velocidades que atualmente nem deveriam ser consideradas como de ‘banda larga'”. O serviço de Banda Larga Popular oferece conexões de 200 Kbps até 1 Mbps, sem limite de horário ou tráfego de dados.

Essa prática da venda casada não é nova. A Oi também só oferece banda larga se o cliente assinar também o telefone e, infelizmente, o órgão regulador não faz nada para coibi-la.

Segundo o Idec, a prática de venda casada é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor e a cobrança de qualquer serviço adicional ao pacote de banda larga é vedada Decreto 54.921, que regulamenta o programa.

O governo disse não ter sido comunidado pela Telefônica sobre a cobrança extra e vai esperar o começo das vendas, no próximo dia 9, antes de tomar qualquer medida. A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo ratificou no que o valor máximo do serviço é de R$ 29,80 por mês e que as empresas que cobrarem acima do estabelecido não se enquadrarão nos pré-requisitos do programa e, portanto, não terão direito ao desconto do ICMS.

Fonte: TI Inside

Dicas para conseguir emprego na área de TI pela web

Emprego na Web

Excelente terça-feira honrosos leitores! Como é de costume, o Domínio TI fornece a vocês diariamente, dicas de empresas com vagas em aberto na área de TI e Telecom. A dica de hoje é para você que procura o primeiro emprego ou a recolocação profissional, e quer atingir o máximo de empresas possiveis, para ampliar o leque de vagas disponíveis. Porém, entregando folhas de curriculos de empresa em empresa está ficando defasado, principalmente pelo tempo gasto indo pessoalmente ao local. Isso gera um transtorno muito grande para quem está desempregado, pois precisa despender de seus valiosos recursos de locomoção, sendo de carro, moto ou ônibus, sem citar que é extremamente estressante e cansativo. Ainda há a incerteza de que o currículo irá chegar ao destino correto e o nervosismo na entrega do documento, o que pode gerar uma primeira má impressão à quem você entrega.

As próprias empresas, atualmente, estão atentas a este fator, e dão preferência por curriculos enviados por e-mail ou cadastrados em seu site. Facilita o trabalho do recrutador, que não precisa cadastrar em seu sistema os dados da folha entregue, e do próprio interessado na vaga, pois economiza verbas com impressão e cópias.

Existem diversos sites que divulgam vagas em determinadas áreas gratuitamente, como é o caso do Emprego na Web.com. Este site fornece vagas específicas para a área de TI. Além de permitir que empresas e profissionais cadastrem vagas e currículos totalmente gratuito. Você não precisa sequer fazer cadastro para visualizar as vagas disponíveis. Porém, a desvantagem do não cadastramento é que você não pode contactar a empresa diretamente do site, tendo que possuir o e-mail de contato do responsável pela vaga. O site também permite que você assine seu Feed RSS, e tenha as vagas atualizadas em seu e-mail. Está aí uma ótima dica para quem procura o tão sonhado cargo em tecnologia da informação.

Outra dica, porém essa mais regional, valendo para a região de Ribeirão Preto, é o site do Pólo Industrial de Software (PISO). Esta instituição visa regulamentar e certificar a indústria de software e tecnologia da informação dessa região. Através deste portal, você pode realizar seu cadastro no Banco de Talentos, que servirá de base para a própria instituição, assim como para seus parceiros. Além disso, você terá acesso às principais empresas de tecnologia de Ribeirão Preto, podendo objetivar o perfil de companhia que mais lhe interessa e cadastrar seus dados em seus sites. Eu particularmente, consegui diversas entrevistas e até um emprego, somente enviando e-mails para as empresas cadastradas no PISO. O fator positivo, é que o fato de a empresa ser parceira de tal órgão, torna sua credibilidade ainda maior, sendo mais valorizada e caso você consiga uma vaga de emprego em uma destas empresas, o status do seu curriculo aumenta considerávelmente. São exemplos de empresas associadas:

Citel;
Coderp;
Consinco;
Datasul;
DiaSystem;
Heurys;
Silt (deviam contratar um webdesigner logo, pois o site é horrível);
S2IT;
SmarAPD;
Vortice;
Utilsoft.

Acesse os sites das empresas listadas e associadas ao PISO, cadastre seu currículo em suas bases de dados, conheça o trabalho e a história da empresa, informe-se, obtenha os contatos diretos com quem você possa obter informações sobre vagas, faça a sua networking. Sucesso!

A melhor banda larga do mundo

InternetQue a banda larga do Brasil é uma merda péssima, além de absurdamente cara $$$, todo mundo está careca de saber (já dizia Marcelo Tas). Porém, essa é uma realidade longe de ser conhecida pelos sul-coreanos. Isso mesmo! A Coreia do Sul possui a melhor banda larga do mundo. O país já ultrapassou o Japão e a Suécia e assumiu a liderança do ranking mundial de conexões rápidas à internet.

Em pesquisa conduzida pelas universidades de Oxford (Grã-Bretanha) e Oviedo (Espanha), patrocinada pela Cisco, a Coreia do Sul mostrou que deu resultado o incentivo do governo para tornar a nação líder em conexão à internet.

Dos 66 países analisados, 62 melhoraram seus serviços de conexão à web. Além da Coreia do Sul, Suécia e Japão, também Lituânia, Bulgária, Letônia, Holanda, Dinamarca e Romênia já possuem uma banda larga que permite uso de aplicações muito avançadas, como transmissão de vídeo.

O Brasil, como em todos os segmentos, ficou pra traz, engasgado na 45ª posição no ranking, ficando atrás da Rússia (18º) e da China (43ª).

(Desabafo) Por quê a Internet no Brasil é um lixo?!

Porque você assina um plano de Internet 3G, cuja prestadora não vou dizer (que é a VIVO) iludido em obter um plano ILIMITADO, e quando se depara com a navegação ultra lenta, após meses de atendimentos porcos e desculpas precárias e escassas, descobre inusitadamente a prática de limitarem a sua velocidade por exceder o LIMITE de 2 GB mensais. Mas o plano não é ILIMITADO? Ilimitado para mim é SEM LIMITE ALGUM, NO LIMITS. E ainda por cima debocham da minha cara, dizendo que estava no contrato. Gostaria muito, de estar presente no mesmo recinto da atendente, para quando ela teimar burra e ignorantemente que há uma cláusula no contrato dizendo que eles podem limitar minha velocidade quando quiserem, esfregar letrinha por letrinha deste maldito papel que eu assinei, que não há nada escrito que eu concordo e sou ciente de tal pratica. Provavelmente não resolveria meu problema, ja que reclamar não adianta, mas iria me satisfazer muito, buháháhá! É por essas e outras que a internet da Coréia do Sul é a melhor do mundo e o Brasil… quero ver em 2016, os caras ganhando de nós em nosso próprio solo. Brasil sil… sil… sil… Entenda o assunto AQUI.

%d blogueiros gostam disto: