Fórum Mobilidade 2013 | Ribeirão Preto e Campinas – SP |

Mobile 2013

O mercado mobile está explodindo em todo o mundo, e no Brasil não é diferente. O Brasil já ultrapassou a marca de mais celulares que gente há algum tempo. Em 2010, batemos a marca de 200 milhões de linhas. Desde então, o volume não pára de crescer, a ponto de já termos o nono dígito nos números celulares da cidade de São Paulo, e muito em breve em todo o interior do estado paulista.

O Brasil está na 7ª posição dos países com maior população online, quase 82 milhões de usuários, somando um total de 40,65% dos brasileiros.

A maior vantagem da mobilidade é, logicamente, a possibilidade de acessar dados em qualquer lugar e a qualquer momento, mas a mobilidade também proporciona outros benefícios como redução de custos de comunicação, otimização de tempo, melhor desempenho nos negócios, entre outros ganhos.

O Fórum Mobilidade 2013 vai abordar o cenário atual e as tendências da mobilidade, o desafio da gestão de dispositivos em rede nas empresas, apresentar um painel de cases sobre como os aplicativos de mobilidade tem revolucionando o ambiente corporativo  e discutir as oportunidades e ameaças com o novo mercado de computação móvel.

Confira a programação completa do evento AQUI.

Será oferecido também o mini-curso “Mercado Mobile: Desenvolvendo aplicativos móveis”, que pretende mostrar de uma maneira inteligente como está o mercado mobile no Brasil e no Mundo, as tendências e números do mercado, além das curiosidades do setor. Vai apresentar também as principais técnicas e ferramentas para desenvolvimento de aplicativos e dicas sobre design de interfaces e usabilidade. Com o mini-curso o participante vai entender o que é necessário para desenvolver aplicativos móveis.

Confira o conteúdo programático AQUI.

O evento ocorrerá em Ribeirão Preto, no dia 19 de abril e em Campinas no dia 26 do mesmo mês.

As inscrições podem ser feitas através do SITE da Aclare . O fórum possui entrada franca e o mini-curso tem um custo de R$ 150,00.

Fique por dentro de toda a programação de eventos de TI em 2013 nas regiões de Ribeirão Preto e Campinas. 

Dados: ACLARE

8 dicas para transformar cartões de visita em networking

Cartao de VisitaManter um porta-cartões de visitas lotado no seu bolso não é sinônimo de networking. Colecionar estes pequenos pedaços de cartolina não vai trazer benefícios para a sua carreira profissional a menos que você saiba usá-los em seu benefício.

Não é só ter cartões de visita, tem que manter os contatos ativos. Mas, como transformar estes cartões em contatos de carreira mais efetivos? Confira as dicas:

1) Foco e planejamento são essenciais

A rede de contatos profissionais deve ser criada tendo em vista o seu objetivo profissional. O primeiro passo é construir o networking em cima do mercado em que você atua ou que deseja atuar. Deseja subir alguns degraus na sua carreira dentro do mercado em que você já atua?

Invista nos contatos dentro deste grupo de atuação. Quer mudar de rumo na vida profissional? Aposte nos relacionamentos com as pessoas que já estão inseridas no mercado que você está de olho. Foco resolve muita coisa. Por isso planeje-se antes de fazer suas conexões para que elas estejam mais alinhadas às suas metas.

2) Participe de eventos regularmente

De que adianta ir a uma reunião, trocar um monte de cartões, enfiá-los no bolso e nunca mais encontrar essas pessoas? Costuma-se falar que quem não é visto não é lembrado.

É interessante que os profissionais participem, com certa regularidade, de eventos do mercado em que atuam. Vá a jantares, reuniões e mantenha contato com essas pessoas.

3) Lembrar para ser lembrado: crie vínculos

Conheceu uma pessoa que você considera um contato importante pra sua carreira? Tente criar um vínculo com ela. Encaminhe uma notícia sobre o setor em que ela atua, diga que ao ler lembrou-se dela e pergunte o que ela acha da reportagem, cite-a e mencione em algum fórum ou comunidade comum das quais participam.

Essa pessoa vai se sentir lembrada por você e as chances de ela se lembrar de você – quando surgir alguma oportunidade ou algo relevante para a sua atividade profissional – aumentam. Mas, cuidado! Envie mensagens personalizadas, evite mandar um e-mail para dezenas de destinatários, porque isso não vai causar uma boa impressão.

Há pessoas que exageram, mandam a mesma mensagem para uma lista de 70 e-mails e isso não é bem visto e causa uma imagem negativa. Nestes moldes, a possibilidade desse e-mail nem ser lido e acabar na pasta de lixo eletrônico é enorme, pense nisso, antes de clicar no botão enviar.

4) Não aposte na sua rede apenas quando precisar dela

Movimentação de mercado baseada em networking é algo que acontece muito.  Há vários profissionais que mudaram de posição a partir da rede de contatos. Mas, a regra de ouro para fazer networking do jeito certo – e assim ter uma rede capaz de ajudá-lo a atingir seus objetivos – é mantê-la ativa mesmo quando não precisa dela.

Do contrário, você pode ficar com fama de interesseiro. Deixar para fazer networking apenas quando você está de olho em novas oportunidades profissionais do mercado não é indicado. A sua agenda de telefones deve ser construída pouco a pouco, ao longo de toda a sua vida profissional. Não perca contato com ex-chefes e colegas de trabalho, procure colegas de faculdade e de pós-graduação, mande mensagens, use as redes sociais para encontrar essas pessoas.

5) Saia do mundo virtual

Se formos montar uma escala, o melhor é encontrar pessoalmente, em segundo lugar vêm o contato telefônico e, por fim, mensagens eletrônicas. Redes sociais são ótimas ferramentas para encontrar as pessoas, no entanto, levar estes contatos do ambiente virtual para o real é importante. Um bate papo em um café é bem mais proveitoso do que uma simples mensagem via LinkedIn.

6) Qualidade vale mais do que quantidade

Mil conexões no LinkedIn impressionam quem visitar o seu perfil. Mas, não significam muita coisa se não passarem de conexões virtuais. É certo também que gerenciar mil contatos não é tarefa das mais simples.

Uma rede mais enxuta pode ser muito mais efetiva do que mil conexões inativas no seu perfil. É claro que ninguém está dizendo para você não aceitar pedidos de conexão, mas não descuide dos contatos que fazem mais sentido para o seu atual momento profissional.

Dentro deste grupo de mil conexões, você deve pensar com quais pessoas você deve manter um relacionamento mais próximo.

7) Organize seus contatos

Encontrar um relatório no meio da bagunça de uma mesa de trabalho pode ser uma tarefa hercúlea. Achar um contato importante no meio de milhares de emails na sua caixa de entrada, dezenas de cartões de visita empilhados ou em meio a milhares de conexões no LinkedIn também.

Por isso, priorize e organize seus contatos. Crie subgrupos no LinkedIn para aqueles com os quais deseja manter um contato mais próximo. Arrume os cartões de visita de modo que aqueles que considera mais importantes fiquem mais visíveis. Crie subpastas no software de gerenciamento de emails que você utiliza.

8) Crie uma rotina

Separar um determinado período de tempo para visitar a sua rede de contatos é uma boa estratégia. As pessoas têm a tendência de procrastinar (vai uma excelente dica de leitura sobre o assunto), estabelecer uma rotina evita isso. A frequência com que você deve parar para checar como anda a sua rede de contatos é você quem vai estabelecer.

Vai depender da intensidade e da quantidade de contatos. Ao investir um tempo para esta atividade, você pode perceber que está há mais seis meses sem conversar com um ex-colega e descobrir que hoje ele está trabalhando na empresa dos seus sonhos. Que tal ligar para ele e marcar um chopp?

Fonte: Você S/A

|Processo Seletivo| UNESP – Analista Programador Junior

concursoA Fundação para o Desenvolvimento da UNESP – FUNDUNESP encerra amanhã, (26/02) as inscrições do processo seletivo para 01 vaga de Analista Programador Junior, com salário de R$ 5.631,81. A seleção vale para a cidade de São Paulo, e possui uma taxa de inscrição de R$ 75,00.

A prova objetiva conta com tópicos de Conhecimentos Gerais, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Atualidades, Inglês Técnico e Conhecimentos Específicos. A prova será realizada em São Paulo – SP, no dia 28/04/2013 às 14:00h, com duração prevista de 3h30min.

Leia o EDITAL completo.

Boa sorte aos candidatos! 😀

Road Show TI Senac – 2013

roadshow senac 2013

O Senac São Paulo realiza, de 1º de março a 24 de maio, o Road Show TI 2013 em 23 unidades na capital e no interior.

Evento é composto por uma série de palestras sobre o que há de mais novo e relevante no mundo da tecnologia da informação.

Nessa edição, os profissionais convidados falarão sobre infraestrutura de cloud computing, acessibilidade na web, plataforma de aplicações Microsoft, gerenciamento de projetos, atualização do PMBOK, o futuro dos games no mercado e desenvolvimento de aplicações para Windows 8, entre outros assuntos.

As informações e conteúdo programático referente a cada região você encontra AQUI

Não percam essa ótima oportunidade de atualização profissional e networking. Inscreva-se e compareça!

Obs.: Todos os participantes concorrem a livros da Editora Senac São Paulo.

Fonte: Senac São Paulo

LinkedIn aprimora ferramenta de busca por vagas de emprego

linkedinO LinkedIn tem uma boa notícia para quem procura emprego. Ele está facilitando a busca por vagas – e conquistas de empregos – por meio da rede social.

De acordo com o blog da empresa, durante as próximas semanas será iniciada a implantação de uma ferramenta “Empregos” renovada, que começará mostrando vagas em aberto de empresas onde o usuário possui conexões em primeiro grau – um ponto que pode abrir as portas para uma organização que está contratando.

Isso é ótimo para quem está a procura de trabalho – já que quem você conhece pode ser quase tão importante quanto o que você conhece para conseguir um bom emprego.

A ferramenta “Empregos” também permitirá ao usuário detalhar melhor a busca por vagas, preenchendo campos como país, CEP, indústria e função de interesse, e mostrará novos resultados para parâmetros de pesquisas salvos.

Clique na aba “Empregos” e o LinkedIn fornecerá a opção “Vagas que talvez possam interessá-lo”, com base nas informações que você forneceu no perfil. O recurso também permitirá que você rastreie mais facilmente empregos que interessem com a opção “Salvar vaga” (“save job”, em inglês), que arquivará essas posições para que você possa facilmente acessá-las posteriormente em sua página de “Empregos”.

Com mais de 200 milhões de usuários globais, o LinkedIn é comumente utilizado por empregadores e recrutadores para busca de funcionários em potencial. Por esse motivo, se você leva a sério sua carreira, não há desculpas para não usar a rede.

A porta-voz da plataforma, Erin O’Harra, disse que é importante incluir pontos específicos e significativos ao criar o seu perfil. “Se você fecha um acordo milionário, ou recrutou cinco dos principais executivos de sua empresa, essas são definitivamente coisas que você quer mostrar para se destacar dos concorrentes”, disse.

Erin também disse que usuários poderão tirar proveito das ferramentas para detalhar as buscas.

Por exemplo, se você ainda não fez isso, faça uma URL personalizada (br.linkein.com/in/você). Você pode colocá-la em outras redes sociais ou sites e fazer com que mais pessoas vejam o seu perfil profissional.

Para conseguir uma, vá em “Perfil”, “Editar perfil”, e clique no link “Editar” ao lado da URL localizada embaixo da sua foto.  Abrirá a página do seu perfil para edição. Na caixa “URL de perfil público” localizada ao lado direito da tela, clique em “Personalize a URL de perfil público”.

Fonte: COMPUTERWORLD

Certifique-se em TI gastando pouco ou nenhum dinheiro!

estudante

Por muito tempo, certificações em TI vêm sido debatidas por profissionais da área. Enquanto alguns acreditam que elas são a chave para um melhor cargo ou ascensão salarial, outros afirmam que elas só servem como status, e não comprovam a experiência e o conhecimento do profissional.

Para profissionais da área que estão em busca de certificação para colocar um “plus a mais” em seu currículo, há maneiras de se capacitar para as provas gastando pouco ou nenhum dinheiro.

É fato que o investimento em cursos para estudar para exames de certificação é, muitas vezes, de alto custo. E, além disso, depois de concluir as aulas, você ainda tem de pagar para fazer as provas. Em média, os valores dos exames variam entre US$ 150 à US$ 350 , por tentativa. Alguns fornecedores de TI, como a Microsoft tem promoções que diminuem pela metade o custo de inscrição, e algumas escolas de certificação oferecem a primeira tentativa do exame “grátis”. Mas, de qualquer forma, pode ser caro para muitas “realidades” de profissionais. Felizmente, há uma série de recursos livres e de baixo custo que podem ajudá-lo a estudar para realizar os exames de certificação.

Confira!

– Estude as possibilidades com seu empregador atual

Se você estiver em uma posição que sua empresa pode pagar por um curso de formação, fornecer materiais de estudo, ou outros recursos para obter certificações, não custa tentar. E mesmo que o empregador não banque, ele pode oferecer descontos e outras facilidades se forem membro de uma organização que oferece tais benefícios.

– Verifique os recursos de sua instituição de ensino

Se você está atualmente matriculado em um curso de TI, pode verificar se seu departamento acadêmico tem recursos disponíveis, como acesso gratuito a ferramentas de desenvolvimento de software, sistemas operacionais, bem como quaisquer descontos de computadores e hardware.

Aproveite as edições de software voltado para estudantes. E não se esqueça da biblioteca, onde você pode encontrar guias de certificação de estudo ou outros recursos úteis disponíveis e sem custo.

– Considere programas do governo

Verifique os recursos que as organizações governamentais estão oferecendo. O programa do governo Brasil Mais TI oferece periodicamente cursos gratuitos para profissionais de TI. Dos R$ 500 milhões do governo federal destinados ao TI Maior, uma parcela de R$ 1,4 milhão foi direcionada para capacitação de jovens talentos. Esses novos profissionais receberão treinamento à distância pelo portal do programa.

– Assine o Safari Books Online

Esta biblioteca digital “on demand” oferece uma coleção de mais de 20 mil títulos de tecnologia, que incluem mídia digital e livros de desenvolvimento profissional e vídeos da O’Reilly Media, Addison-Wesley, Peachpit Press, Microsoft Press e muito mais.

O conteúdo é em inglês e você pode ler e assistir vídeos no computador ou tablet. Depois de um teste gratuito de dez dias ou mil visualizações de páginas, as taxas variam de US$ 20 a US$ 43 por mês ou US$ 300 a US$ 473 por ano.

– Junte-se à IEEE Computer Society

Dedicado ao ensino técnico e colaboração, esse braço do Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos nos Estados Unidos oferece inúmeros recursos que você pode usar para estudar.

O site conta com mais de 600 livros online via Safari Books, 500 livros online da Element K e descontos em livros sobre TI. Também oferece 4,3 mil cursos online para muitas certificações técnicas e de negócios e exames de proficiência da Brainbench.

O site tem diferentes planos para assinantes, que variam de US$ 49,50 a US$ 99 (para profissionais), a US$ 20 a US$ 40 (para estudantes).

– Participe de fóruns de discussão online

Quem melhor para obter conselhos de estudo e aprovação no exame de certificação do que outros que já passaram por isso? Os participantes de fóruns de discussão muitas vezes compartilham exatamente o que eles acharam útil ao estudar e fornecem um “feedback” geral sobre o exame.

Mas lembre-se que as questões exatas, provavelmente, diferem em cada exame.

Importante: obter ou publicar questões literais de exames geralmente é estritamente proibido por aqueles que aplicam os exames.

– Verifique se os fornecedores de TI oferecem recursos para certificação

A maioria dos fornecedores de certificação fornece pelo menos alguns recursos livres básicos no site que você pode usar quando estiver estudando. Embora você provavelmente não encontre profundidade em materiais livres, pode ter acesso a artigos, blogs, vídeos, webinars, fóruns de discussão e outros conteúdos que podem ajudar.

Por exemplo, a Cisco oferece o Cisco Learning Network, a Microsoft oferece o TechNet e o Microsoft Developer Network, a CompTIA o IT Pro Community e o CWNP provê acesso a recursos de aprendizagem sobre Wi-Fi.

– Procure cursos online gratuitos de universidades

A tendência crescente das universidades, incluindo o Massachusetts Institute of Technology (MIT), é oferecer aulas gratuitas online sobre temas de tecnologia. Embora a maioria desses cursos não é focada especificamente em certificações de tecnologia, eles podem ajudar na aprendizagem de uma variedade de tópicos em TI. A Coursera, por exemplo, realiza parcerias com várias universidades para oferecer cursos de sistemas de computadores, segurança e networking.

– Verifique o acervo da biblioteca pública de sua cidade

Não se esqueça da biblioteca local. Você pode não encontrar livros atualizados para todas as certificações de TI ou tópicos, mas não faz mal verificar. Também consulte o site da biblioteca e parceiros que possam oferecer uma seleção maior.

– Avalie o seu conhecimento com testes práticos

Não desperdice dinheiro para fazer um exame antes de estar pronto. Tire proveito de testes práticos para avaliar o que você sabe e o que precisa estudar mais. Apesar de as perguntas não serem as do exame real, elas devem cobrir temas semelhantes com base nos objetivos do exame.

Se você responder uma pergunta errada, tente compreender por qual razão a sua resposta está errada e as razões por trás da resposta correta. Uma rápida pesquisa no Google irá revelar muitos sites que oferecem esses testes, e você também pode encontrá-los em guias de estudo.

– Ganhe experiência

Embora os métodos tradicionais de estudo sejam uma parte importante da preparação para um exame de certificação, contar com experiência prática da tecnologia que você está estudando é essencial para obter uma compreensão mais profunda sobre o tema.

Obter essa experiência pode ser relativamente fácil para aqueles que trabalham com TI, mas pode parece assustador para os outros. Confira as dicas abaixo.

– Ferramentas de cloud

Para obter experiência prática sem ter de comprar e configurar o hardware necessário, considere o uso de nuvem. Por exemplo, o uso gratuito do Amazon EC2 Cloud permite acesso livre a plataformas Linux e Windows. Assim, você pode praticar comandos do Linux ou do Windows Server Administration. O Windows Azure oferece um teste de três meses que você pode usar para desenvolver software ou banco de dados.

– Virtualização, Linux e particionamento

Quando você precisa trabalhar com outro software de virtualização de sistema operacional, como VMware Player, Windows Virtual PC ou VirtualBox é possível executar também outro sistema operacional – e suas apps – direito dentro do Windows.

Para sistemas operacionais baseados em Linux, você também pode começar a partir de um CD, que não requer a instalação de disco. Se você preferir fazer uma instalação completa de um sistema operacional, pode criar um dual-boot no PC.

Abaixo estão algumas dicas sobre maneiras baratas de ganhar alguma experiência prática por especialidade.

– Rede

• Considere a criação de roteadores de código aberto ou livre como RouterOS, ZeroShell ou Endian para obter experiência de rede geral.

• Se você está estudando para uma certificação de rede – da Cisco ou Juniper, por exemplo – use emuladores para praticar comandos e simular configurações de rede. O código fonte aberto GNS3 Graphical Network Simulator, por exemplo, suporta Cisco IOS/IPS/PIX/ASA e Juniper JunOS.

• Para ganhar experiência com autenticação 802.1X ou para RADIUS, tente o open source FreeRADIUS ou o freeware TekRADIUS.

• Para a segurança da rede, considere fazer alguns testes de penetração em sua própria rede com o BackTrack.

– Administração de Windows

Além das ferramentas baseadas em nuvem relacionadas acima, a Microsoft oferece testes gratuitos de Windows Server, Windows Small Business Server e outros produtos. Você também pode se inscrever para ter acesso aos recursos do Windows Server no site TechNet da Microsoft.

– Banco de dados

Instale um servidor e manipule alguns dados, baixando a versão open source ou trial de seu banco de dados desejado, como MySQL, SQLite, PostgreSQL, Microsoft SQL Server, DB2, ou de produtos de banco de dados Oracle ou Sybase.

– Desenvolvimento de software

• Considere efetuar o download da versão de avaliação gratuita de 90 dias do Microsoft Visual Studio para configurar um servidor web com Apache, por exemplo.

• Alunos, educadores e instituições, também têm em mente o programa DreamSpark da Microsoft, que oferece ferramentas de desenvolvimento de forma gratuita. Uma vez que você se inscreve no DreamSpark também pode receber 90 dias de acesso gratuito ao curso de .NET para Pluralsight, que é oferecido por dez dias gratuitamente para o público em geral.

Fonte: COMPUTERWORLD 

MS TechShow Case 2012: Oportunidades de trabalho em TI e as novas Certificações Microsoft

Palestra MS

 

Primeira Palestra da América Latina, sobre Certificações Windows Server 2012, SQL Server 2012, Windows 8 e .Net 2012!

Será ministrada pelo palestrante Alexandre Borges Rinolfi – Diretor da Borges Rinolfi – Microsoft Certified Partner for Learning Solutions, sediada em Ribeirão Preto – SP.

Serão abordados temas como empregabilidade global, desafios da Tecnologia, posicionamento da Microsoft frente às novas mudanças, as novas Certificações, cursos e o novo formato de material de certificação, assim como esclarecimento de diversas dúvidas referentes a estes assunto.

Como exposto no banner, os participantes concorrerão à descontos e prêmios ao encerramento do evento.

Increva-se AQUI e boa sorte aos participantes! Aproveitem o conteúdo!

%d blogueiros gostam disto: