Arquivo

Posts Tagged ‘Facebook’

Criação do Google revoluciona a Internet [Conecte – Jornal da Globo (03/03/11)]

Excelente noite, nobres leitores! Ótima sexta-feira de carnaval a todos.

Ontem (03/03/2011), o Jornal da Globo  exibiu no quadro Conecte (apresentado semanalmente toda quinta-feira), uma reportagem sobre a revolução causada na Internet com o surgimento do Google.

O vídeo aborda como Larry Page e Sergey Brin criaram uma ferramenta com uma modelagem totalmente inovadora e subitamente, com grandes aquisições como o Youtube e Orkut conseguiram dominar uma gigantesca parte dos serviços online.

Particularmente, o que mais me chamou a atenção na reportagem foi a visão brilhante de negócios do CEO do Google Eric Schmidt, onde ele aborda sobre privacidade dos dados de seus usuários, o futuro no mercado brasileiro e sua concorrência com o Facebook e Microsoft. Vale muito a pena conferir.

Nota do autor: Só não incorporei o vídeo aqui no blog, porque o site do G1 não fornece o código embed e ainda não está disponível no Youtube. Assim que possível, postarei aqui pra vocês. Segue o link para visualização:

Google causa uma verdadeira revolução no mundo da internet

A diferença entre mídia social e rede social

Olá honorável leitor! Você saberia diferenciar estes dois conceitos? Seriam a mesma coisa?

Os americanos costumam utilizar o termo “Social Media”. Já aqui no Brasil utilizamos o termo “Rede Social” para sistemas de colaboração como o Twitter, Facebook, Orkut e outros.

Literalmente traduzido, o termo “rede social” resulta em “social network”, diferente dos estadunidenses que usam para o Facebook e Orkut o termo “Social Media”. Veja abaixo a diferença entre estes termos e a quando usar um ou outro.

Rede social é uma comunidade ou rede de pessoas que não está limitada a uma estrutura ou meio (ou mídia). É um grupo que compartilha um interesse em comum (como um produto, gosto, amizade e outros). É interessante ver nesta perspectiva, porque nós podemos fazer um marketing para uma rede social, algo mais amplo. Um exemplo? Profissionais de TI. Então indiferente do meio, mídia ou estrutura nós criaríamos um plano sobre como alcançar tal comunidade para divulgar produtos, serviços ou idéias.

Mídia Social – mídia do latim é “meio”. Juntas, se tornariam um meio social, isto é, um meio pelo qual uma determinada rede social utiliza para se comunicar. Voltemos ao exemplo dos Profissionais de TI e sondar os meios que eles usam para se comunicar. Facebook? Orkut? Celulares? Last.Fm? Twitter? Ning? Bem, tudo isto neste conceito são mídias sociais. O meio pelas quais as redes sociais se comunicam.

Resumindo: o conceito de rede social se refere a uma comunidade e a mídia social ao meio pelo qual as redes se comunicam. O importante não é se prender ao meio, mas deixar a sua criatividade viajar no conceito de rede social. Assim a sua marca estará onde o seu público está. Defina prioridades baseadas sobre quais meios influenciam mais diretamente a sua rede social e depois invista.

Confira esse post também no excelente BlogalizeJá, do nosso amigo Gilberto Caldeira.

Post Original: Rodrigo Piris

Mercado de blogueiros esquenta no Brasil

Empresas passam a usar redes sociais de forma estratégica

Empresas lucram com uso de redes sociaisO poder das redes sociais começa a ser enxergado pelas  empresas de TI. Embora de forma tímida e cautelosa, muitas entenderam que esse é um poderoso canal de comunicação com funcionários, clientes e consumidores.

Para se ter um ideia do tamanho de seu alcance, só o  Facebook, maior comunidade de relacionamento online do mundo, chegou a 300 milhões de usuários, dobrando de tamanho no Brasil nos últimos cinco meses, segundo dados da consultoria Ibope Nielsen Online, ao alcançar a marca de 5,3 milhões de integrantes.

Nos Estados Unidos, as redes sociais entraram definitivamente no circuito das companhias. Estudo da consultoria Deloitte no país apontou que 30% dos executivos ouvidos as consideram parte da estratégia de suas companhias. Para 29% das organizações, as redes sociais são usadas como ferramenta de construção de marca.

Por aqui, a realidade ainda mostra-se um tanto quanto diferente. Encontramos empresas que têm políticas restritivas quanto ao uso do Twitter ou do Facebook, por exemplo.

A maioria acredita que as redes sociais contribuem para a queda de produtividade dos funcionários. Essa é uma percepção equivocada. A grande sacada é transformá-las em importantes ações de marketing e vendas.

Desde 2005, a Intel resolveu apostar em mídias sociais. Mas a estratégia de maior repercussão no mercado foi a criação do espaço Blog Brasil Digital, dois anos depois.

Lá gerentes da subsidiária brasileira compartilham com o público, por meio de artigos, opiniões e idéias sobre diversos assuntos ligados à tecnologia como computação sem fio, desafios e oportunidades de TI no Brasil.

Outra frente que ganhou fôlego são as ações com o Yahoo! Answers, canal que permite aos usuários dos produtos Intel tirar suas dúvidas. Lançado este ano, ele reforça a campanha de divulgação da marca e dos produtos da fabricante. Também é presente no Twitter, com informações institucionais e iniciativas envolvendo blogueiros.

Em outubro, a Intel distribuiu 200 camisetas  “geek” exclusivas no Twitter  para seus seguidores. Sorteados por representantes da empresa e cinco blogueiros, a ação teve o objetivo de se comunicar com a audiência, além de aproximar a Intel dos blogueiros que influenciam os consumidores na tomada de decisão.

Quem também enxergou longe a possibilidade de ganhar dinheiro com as redes sociais foi a fabricante de computadores Dell. Graças ao Twitter @DellOutlet, a empresa afirma ter faturado cerca de 3 milhões de dólares com vendas de PCs e notebooks.

A empresa explicou em seu blog que as vendas diretas a partir das mensagens postadas já ultrapassaram os 2 milhões de dólares e as mensagens enviadas pela rede social também estão despertando interesse em outros produtos da empresa.

A conta @DellOutlet é a versão no microblog da loja Dell Outlet, que vende computadores recondicionados por preços mais baixos. Como o estoque desse canal é variável, o Twitter faz bem o papel de avisar aos seguidores sobre novidades, promoções e até para dar cupons de desconto virtuais.

Fonte: COMPUTERWORLD

Facebook perde dados de 150 mil usuários

Falha no FacebookMilhares de usuários do Facebook não conseguiram acessar seus perfis durante as últimas duas semanas por causa de um problema com os servidores. Foram 150 mil usuários, cerca de 0,5% das pessoas cadastradas no site de relacionamento (que tem mais de 300 milhões de usuários).

Segundo o site da revista PC World, os usuários do Facebook estão, gradativamente, reavendo suas contas, ainda que alguns dados tenham sido totalmente perdidos.

A justificativa dada pelo site foi a de que houve “um problema técnico em uma única base de dados”. O site também descartou a hipótese de um ataque de crackers ou outra atividade maliciosa, como exemplo um ataque DDoS.

Em comunicado, a porta-voz do Facebook, Brandee Barker, informou que a equipe de engenheiros está trabalhando, e todos estes usuários devem ter o acesso das suas contas restabelecidos.

Se a falha de um servidor afeta 150 mil pessoas, o que aconteceria se três servidores parassem? Idéia paranoica, talvez, mas com o crescimento do Facebook e com o site se tornando mais integrado na vida ordinária das pessoas e dos seus negócios, a segurança do site se torna um assunto público de grande relevância.

Fonte: Folha

%d blogueiros gostam disto: