Arquivo

Posts Tagged ‘profissão’

As seis profissões da área de tecnologia mais valorizadas em 2010

Segundo a previsão para 2010 da Computerworld, os planos de contratos para o ano novo não estão nos níveis de 2009. Menos de 20% dos 312 executivos de TI entrevistados disseram que planejam aumentar a equipe nos próximos 12 meses; em 2009, esse número era 26%. E cerca de 20% disseram que planejam reduzir as equipes de TI.

Para os profissionais de TI que estão ligados no assunto, aqui estão seis tipos de habilidades bem vistas por entrevistados que prentendem contratar funcionários para o setor em 2010.

  • 1. Programação/Desenvolvimento de Aplicações

Entre as companhias que planejam contratar, a maior razão para isso é atender à demanda de novos sistemas e projetos. Isso explica porque a função de programação e desenvolvimento de aplicações figuram como as mais valorizadas.

As companhias estão com forte tendência em procurar desenvolvedores com conhecimento em .Net, Java, desenvolvimento web, código aberto e tecnologias de portal como o Microsoft Sharepoint.

Cresce a demanda por pessoas que saibam linguagens de programação especializadas, como Ruby on Rails e Ajax. Não há muitos empregos que precisam dessas habilidades, mas o número de oportunidades tem aumentado desde o começo de 2009.

Os entrevistados da pesquisa também disseram que precisam de desenvolvedores para construir aplicações caseiras, como medida para economizar dinheiro.

  • 2. Help Desk/Suporte técnico

Não é surpresa que haverá uma forte demanda por pessoas nesse setor em 2010; a necessidade por técnicos de suporte tende a refletir as condições gerais dos negócios. Conforme os negócios começam a melhorar, as companhias contraram mais pessoas, o que aumenta a demanda pela equipe de  help desk.

Já é notado um aumento na demanda por help desk e suporte, especialmente em torno de companhias que fizeram muitos cortes nesse setor em 2009. Eles podem se sair bem com isso por um determinado tempo, mas o problema ressurge e afeta as receitas.

  • 3. Redes

A demanda por profissionais de rede está relacionada à crescente complexidade das redes e ao estresse colocado sobre elas pela computação em nuvem e softwares como serviços.

O setor de redes será uma área de foco em 2010. As companhias estão usando cada vez mais vídeo e voz sobre rede IP, portanto surge a necessidade de engenheiros de rede, voz e rádio para tratar de atualizações e assegurar que elas se encaixem nos padrões federais.

  • 4.Gestão de projetos

A área de gestão de projetos é um setor que cresce em importância e um bom local para profissionais de tecnologia interessados em ampliar suas carreiras. Profissionais que entendem a tecnologia e como ela se encaixa nas estratégias de negócios são os mais valiosos, recebem mais e tem as melhores carreiras.

  • 5. Segurança

A relação entre a demanda por habilidades de segurança e a economia ainda é cambaleante. A maior ameaça para as companhias são as falhas em sua própria equipe. Quando se muda a equipe e enfrenta empregados insatisfeitos, as chances de uma fraude de rede ou infração de segurança aumentam.

Segurança é uma habilidade sempre procurada. Se você souber como ajudar a manter seguras as informações da sua companhia, ela será sua casa para sempre.

  • 6. Inteligência de negócios

O BI (Business Inteligence) é a sexta colocada em importância.

Programadores/analistas que podem relacionar o conteúdo de tabelas, bancos de dados e estruturas de informações aos requerimentos de negócios são muito bem aceitos em empresas com necessidades de adurecer a inteligência de negócios.

Fonte: IDG Now!

[Profissão: TI] Engenheiro de Sistemas

Engenheiro de sistemas - System Engineer

A série Profissão: TI desta semana dará enfoque ao Engenheiro de Sistemas com ênfase em software.

O engenheiro de sistemas tem como principal objetivo projetar e monitorar os sistemas de informação de uma organização. Este projeto de SI realizado pelo engenheiro de sistemas geralmente segue métricas padronizadas de qualidade e desempenho de sistemas informatizados.

Exige-se deste profissional, alto grau de integração e interação com os demais departamentos da empresa. Para o sucesso da informatização departamental e organizacional, deve-se compreender perfeitamente o funcionamento dos processos e conquistar a cooperação dos colaboradores, para que haja o alinhamento do sistema com a rotina do setor. Além disso, este profissional pode operar como Gerente de Projetos.

Funções

  • Levantamento dos requisitos do sistema;
  • Elaboração e controle do cronograma do projeto;
  • Montagem de modelo experimental (prototipação e testes beta);
  • Coordenação das equipes de desenvolvimento;
  • Comunicação e negociação com outros departamentos e fornecedores externos de software.

Para exercer a função, o profissional deve possuir alguns pré-requisitos como:

  • Conhecimento de SO (sistemas operacionais client/server)
  • Conhecimento de sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBD);
  • Uso de ferramentas baseadas em UML (Unified Modeling Language), para modelagem de dados da aplicação;
  • Domínio em várias linguagens de programação;
  • Domínio dos modelos de programação Web;
  • Maturidade profissional;
  • Capacidade de Comunicação e Trabalho em equipe;
  • Conhecimento de administração de empresas e gestão de pessoas;
  • Conhecimento de ferramentas para Gerência de Projetos.

Formação

Em geral, é exigido nível superior para exercer a profissão. Os cursos disponíveis para a formação do engenheiro de sistemas são: Sistemas de Informação, Engenharia da Computação ou Ciência da Computação; normalmente ainda é recomendável a especialização em Engenharia de Sistemas ou Gerência de Projetos.

Ainda há diversas certificações na área, tais como:

Mercado de trabalho

A demanda do mercado está bastante aquecida para este profissional. Podemos acompanhar sites especializados como o Empregonaweb.com, que diariamente atualiza sua base de vagas, e entre elas, diversas empresas disponibilizando oprtunidades para a função.

A média salarial para o cargo gira em torno de R$ 2.500 à R$ 6.000.

Dicas para conseguir emprego na área de TI pela web

Emprego na Web

Excelente terça-feira honrosos leitores! Como é de costume, o Domínio TI fornece a vocês diariamente, dicas de empresas com vagas em aberto na área de TI e Telecom. A dica de hoje é para você que procura o primeiro emprego ou a recolocação profissional, e quer atingir o máximo de empresas possiveis, para ampliar o leque de vagas disponíveis. Porém, entregando folhas de curriculos de empresa em empresa está ficando defasado, principalmente pelo tempo gasto indo pessoalmente ao local. Isso gera um transtorno muito grande para quem está desempregado, pois precisa despender de seus valiosos recursos de locomoção, sendo de carro, moto ou ônibus, sem citar que é extremamente estressante e cansativo. Ainda há a incerteza de que o currículo irá chegar ao destino correto e o nervosismo na entrega do documento, o que pode gerar uma primeira má impressão à quem você entrega.

As próprias empresas, atualmente, estão atentas a este fator, e dão preferência por curriculos enviados por e-mail ou cadastrados em seu site. Facilita o trabalho do recrutador, que não precisa cadastrar em seu sistema os dados da folha entregue, e do próprio interessado na vaga, pois economiza verbas com impressão e cópias.

Existem diversos sites que divulgam vagas em determinadas áreas gratuitamente, como é o caso do Emprego na Web.com. Este site fornece vagas específicas para a área de TI. Além de permitir que empresas e profissionais cadastrem vagas e currículos totalmente gratuito. Você não precisa sequer fazer cadastro para visualizar as vagas disponíveis. Porém, a desvantagem do não cadastramento é que você não pode contactar a empresa diretamente do site, tendo que possuir o e-mail de contato do responsável pela vaga. O site também permite que você assine seu Feed RSS, e tenha as vagas atualizadas em seu e-mail. Está aí uma ótima dica para quem procura o tão sonhado cargo em tecnologia da informação.

Outra dica, porém essa mais regional, valendo para a região de Ribeirão Preto, é o site do Pólo Industrial de Software (PISO). Esta instituição visa regulamentar e certificar a indústria de software e tecnologia da informação dessa região. Através deste portal, você pode realizar seu cadastro no Banco de Talentos, que servirá de base para a própria instituição, assim como para seus parceiros. Além disso, você terá acesso às principais empresas de tecnologia de Ribeirão Preto, podendo objetivar o perfil de companhia que mais lhe interessa e cadastrar seus dados em seus sites. Eu particularmente, consegui diversas entrevistas e até um emprego, somente enviando e-mails para as empresas cadastradas no PISO. O fator positivo, é que o fato de a empresa ser parceira de tal órgão, torna sua credibilidade ainda maior, sendo mais valorizada e caso você consiga uma vaga de emprego em uma destas empresas, o status do seu curriculo aumenta considerávelmente. São exemplos de empresas associadas:

Citel;
Coderp;
Consinco;
Datasul;
DiaSystem;
Heurys;
Silt (deviam contratar um webdesigner logo, pois o site é horrível);
S2IT;
SmarAPD;
Vortice;
Utilsoft.

Acesse os sites das empresas listadas e associadas ao PISO, cadastre seu currículo em suas bases de dados, conheça o trabalho e a história da empresa, informe-se, obtenha os contatos diretos com quem você possa obter informações sobre vagas, faça a sua networking. Sucesso!

Como escolher a melhor empresa para trabalhar

Carrer ChoicesHá momentos na vida em que somos escolhidos e em outros temos a oportunidade de escolher as opções. Essa afirmação também é real em relação a nossa carreira profissional, apesar de ser pouco comum. E as incertezas tornam as escolhas muito difíceis.

Quando temos o privilégio de escolher temos que decidir com sabedoria, não agindo apenas por impulso ou por simples afinidade. Temos que analisar os ambientes, os posteriores contratempos, o que mais vai lhe trazer futuro, um plano de carreira etc.

Informar-se sobre a empresa que oferece a oportunidade é um importante passo, para não se equivocar ao trocar de emprego pelo simples fato de ganhar um pouco a mais em relação à empresa anterior.

Da mesma forma, deve-se ser precavido com as promessas de quem lhe oferece a vaga. Se o recrutador gostar do seu perfil e principalmente estiver com curto prazo para a contratação, por conta de algum projeto que depende da recolocação urgente de algum profisssional com suas qualificações, ele provavelmente irá fazer uma propaganda incrível e uma oferta irrecusável.

Algumas opções para diminuir as chances de fazer a escolha errada são:

  • Perguntar a colegas e conhecidos que trabalharam na empresa, o que acharam e se a recomendam. Questione sobre cultura, gestão, políticas e procedimentos, benefícios e outros pontos importantes.
  • Pesquisar em redes sociais e comunidades sobre pessoas que trabalham ou trabalharam na empresa. Basta ter ousadia, inteligência, perspicácia e interação, para abordar as pessoas da maneira correta, e colher o máximo de informações relevantes possiveis.
  • Procure por notícias quanto aos negócios de maior relevância realizados pela empresa. Essas informações lhe darão uma boa idéia da saúde financeira e de gestão da organização.

Outra dica importante é observar a lista das 150 melhores empresas para trabalhar. Essa lista considera a posição no ranking de acordo com tópicos como estratégia e gestão, liderança, cidadania empresarial,  políticas e práticas, estratégias de RH e como fator principal, a avaliação dos funcionários.

E você, já teve a oportunidade de escolher em qual empresa trabalhar? Foi uma escolha acertada ou somente frutração? Deixe um comentário a respeito de suas experiências. Obrigado pela leitura, forte abraço! 😀

[Profissão: TI] Web Designer

WebdesignerWebdesign é um dos mais rentáveis ramos de negócios e um dos mais competititvos na área digital atualmente. Com a ascensão da internet ocorrido nos últimos anos, o webdesign tornou-se uma opção de emprego muito interessante para os profissionais de tecnologia, mesmo como uma atividade temporária. Além da demanda por esse trabalho estar se tornando cada vez mais crescente a medida que o mercado da internet se torna mais presente, é uma atividade que pode ser realizada mesmo em casa, ou qualquer lugar equipado com um micro conectado à grande teia.

Devido a alta demanda por essa atividade, existem muitos aspectos que tem que ser levados em conta no que se refere ao webdesign, que determinam o que é um trabalho bom. É muito importante analizar qual o propósito do cliente para criar um website que se encaixe em suas necessidades. Baseado nessas necessidades, o designer deve criar uma boa estrutura de site, uma tecnologia que combine com o propósito da página e o layout, que é um aspecto muito importante, já que é a primeira impressão para os visitantes.

Entretanto, a maioria dos webdesigners falham em se focar somente no layout, esquecendo que a funcionalidade é o aspecto mais importante depois de tudo, principalmente para websites comerciais. Um webdesign que é limitado a muitos elementos gráficos e animações pode ser visualmente atrativo, mas sem funcionalidade, o website não está completo. Outro aspecto muito importante do webdesign é a organização do conteúdo de acordo com as necessidades do visitante. As seções em um bom website dever ser concisas, completas e oferecendo informações precisas. Muitos websites falham ao tentar oferecer uma enxurrada de informações, sem esclarecer os pontos essenciais.

No que diz respeito a estrutura do website, especialistas em webdesign devem se concentrar em uma navegação confortável. Os visitantes devem encontrar a informação ou o link que precisam facilmente e rápido, com poucos cliques. Com isso em mente, podemos concluir que ainda que o nome sugira que webdesign se refira apenas a parte visual da construção do website, ele envolve muitos outros aspectos que são igualmente importantes para o sucesso do site.

A internet também oferece muita informação sobre ferramentas e estratégias de webdesign. Como essa atividade algumas vezes requer mais criatividade e visão do que conhecimento profissional, a pesquisa é essencial.

Funções

  • Analisar o ambiente de tarefa da empresa ou cliente;
  • Desenvolver páginas estáticas ou dinâmicas;
  • Desenvolver layouts personalizáveis, que se ajustam a realidade da empresa;
  • Desenvolver painéis de controle e gerenciadores de conteúdo, para facilitar a manutenção do site e a independência do cliente ao inserir novos conteúdos;
  • Captar tendências e canalizar para as páginas produzidas, de forma a rentabilizar a empresa e seu portfólio;
  • Solucionar problemas de compatibilidade e tentar aumentar o alcance às informações, fazendo uso da arquitetura de informações.

Formação e Mercado de Trabalho

Para se tornar webdesigner não é necessário formação superior. Uma das opções de formação em webdesign é oferecida pelo SENAC-SP. O curso de Técnico em Informática para Internet, possui duração de 6 módulos, que vão desde Web Editor, passando pelos módulos de Web Master, Web Developer até Gestão Empreendedora, que visa aplicar ao aluno táticas para identificar oportunidades através da geração de idéias.

Outro tipo de certificação é o MCWD (MULTIMEDIA CERTIFIED WEB DESIGNER) da Adobe, que prepara o candidato para as certificações ACE (Adobe Certified Expert: Flash CS4 e Dreamweaver CS4 Developer)

O salário de um webdesigner com conhecimento em programação, segundo a tabela salarial da Info, gira em torno de R$ 3.800 à R$ 5.500. Um estagiário, iniciante na área, começa com cerca de R$ 600.

Veja mais detalhes sobre essa profissão neste vídeo elaborado pelo Olhar Digital:

Hackers e Crackers, qual a diferença?

Profissão: TI… aguardem

Mundo DigitalMuito boa tarde gente de todos os estados, etnias, religiões, amantes do Linux, Windows ou Mac. Esta semana o Domínio TI irá estrear a série de matérias sobre profissionais de tecnologia; o “Profissão: TI” irá mostrar as principais características e perfis de profissionais que trabalham com tecnologia da informação, os cursos, certificações e especialização para os cargos, mercado de trabalho, entrevistas com profissionais de cada área, enfim, tudo para você que ainda não se decidiu sobre qual carreira seguir, analisar melhor as alternativas nesse vasto e abrangente mercado de TI.

Está previsto para estrear nesta quarta-feira (23/09/09), a primeira matéria da série, que apresentará o Analista de Suporte Técnico. Não percam, essa série será sensacional! Conto com a presença de todos. Forte abraço e ótima semana a todos!

%d blogueiros gostam disto: