Início > Profissão: TI, Tecnologia da Informação > [Profissão: TI] Administrador de Banco de Dados

[Profissão: TI] Administrador de Banco de Dados

Banco de DadosO Administrador de Banco de Dados, ou simplesmente DBA (Database Administrator) tem a função de determinar a melhor forma de organizar e armazenar dados em um banco de dados, utilizando ferramentas de modelagem e programando o SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados, por exemplo Oracle, SQL Server e outros). A análise dos processos e fluxo de dados são parametrizados e analisados de acordo com requisitos levantados, geralmente em entrevistas com os usuários envolvidos. Daí entra a habilidade de Analista de Sistemas, também.

O DBA projeta e desenvolve relatórios e formulários para apresentar as informações de que os seus clientes/usuários necessitam. Além de testes e alterações no banco, para verificar se os fluxos e processos caminham como o esperado. Para manter os dados seguros e protegidos contra eventos inesperados e desastres (lógicos ou físicos), o administrador de banco de dados gerencia os direitos de acesso dos usuários, além de criar e executar rotinas de backup e restore. Essa atividade exige do profissional criatividade, flexibilidade, raciocínio lógico e sistêmico e capacidade de organização, relacionamento e comunicação.

Funções

Os especialistas em bancos de dados projetam, instalam, atualizam, modificam, mantêm, ajustam e recuperam BDs. A menos que trabalhem para empresas muito pequenas, eles normalmente fazem parte de um grupo ou equipe de projeto. Os membros da equipe de projeto podem se especializar em diferentes aspectos do trabalho com dados. O DBA elabora, testa e instala novas ferramentas e plataformas. Além de modificar os bancos de dados existentes, desenvolvendo novos códigos de programa visando a otimização dos processos. O analista de projetos de BD projeta e coordena seu desenvolvimento.

Seus deveres podem incluir:

  • Suporte técnico aos bancos de dados existentes;
  • Personalização de bancos de dados comerciais para necessidades específicas;
  • Planejamento e projeto de bancos de dados para necessidades específicas;
  • Solução de problemas para atender às necessidades dos clientes;
  • Desenvolvimento de BD para uma ampla variedade de aplicações;
  • Supervisão da instalação de novos SGBD;
  • Treinamento da equipe das empresas clientes no uso de bancos de dados novos e existentes;

Mercado de Trabalho

Qualquer organização ou empresa que tenha um sistema informatizado que utilize bancos de dados como parte de suas operações. Entre eles: lojas, empresas de vendas por catálogo, companhias de seguro, serviços de comunicação, instituições financeiras, hospitais, departamentos do governo, escolas, empresas de tecnologia, universidades, empresas na indústria de serviços etc.

Experiência e treinamento necessários

Os principais requisitos são ter os conhecimentos, as capacitações e a experiência certas para a função, além de ter a atitude e a aptidão adequadas. As qualificações são parte importante da comprovação de sua capacidade. Curso superior normalmente é exigido, mas há muitas outras qualificações acadêmicas e vocacionais reconhecidas, que podem ser obtidas. Além disso, as empresas de TI, como a Microsoft, IBM, a Oracle e outras, oferecem certificações específicas em seus produtos. Essas certificações técnicas estão se tornando uma forma comum de avaliar o grau de competência de candidatos à vagas em empresas.

A profissão de DBA está cada vez mais valorizada no mercado de TI no Brasil, pois a informatização das empresas tem levado a necessidade de criação de rotinas de gerencias dos dados, que tem migrado numa velocidade exponencial, do papel para o computador. Mas o caminho para se tornar um DBA não é tão fácil assim, já que envolve um skill (habilidades, talentos) amplo, exigindo um perfil especialista-generalista do profissional e principalmente entrega pessoal no trabalho, pois o DBA pode ser acionado a qualquer hora do dia ou da noite (24×7), dependendo do fator crítico do sistema envolvido. Considerar esse nível de comprometimento antes da escolha da carreira de TI a seguir, é primordial.

Perfil comportamental

  • Suportar pressão; (leia também: Profissional de TI sob pressão)
  • Facilidade de comunicação com diferentes níveis da organização, desde funcionários do nível operacional até o gerencial e diretores;
  • Facilidade de aprendizado e implementação de novas tecnologias;

Cursos de Graduação Relacionados

  • Ciência da Computação;
  • Sistemas de Informação;
  • Engenharia da Computação;
  • Tecnólogo em Bancos de Dados;

Certificações Profissionais

Contribuição: Carreira de TI

Retificação: nos posts anteriores mencionei que a publicação das matérias da série Profissão: TI seriam semanalmente, todas as quartas-feiras. Porém, por falta de tempo para elaborar e publicar um conteúdo mais completo e informativo, mudarei as postagens para semanalmente, porém não obedecendo uma data para publicação. Portanto fiquem ligados, pois toda semana terá dicas novas de profissões da área de tecnologia aqui, no Dominio TI.  Obrigado pela visita e leitura! :)

Retuite este post

About these ads
  1. Yure Kesley
    30/10/2012 às 4:58 PM | #1

    Novas tecnologias sempre serão bem vindas, isso é fato. Só que, elas são como um upgrade de uma tendencia ou uma nova forma de pensa . Acho que o Professional de TI tem sim que explorar novos horizontes mais se não for um profissional bem fundamentado, essas novas tecnologias ficam muito difíceis de compreender. Ou seja, quem aprende lógica de programação ou relacionamento entre tabelas, sempre irá utilizar esses conhecimentos um plataformas vindouras!

  2. Jaciane c.m
    08/09/2012 às 1:18 PM | #2

    Estou fazendo um curso para administrador, e por enquanto estou achando super interessante.bjs jaci

  3. francis
    30/05/2012 às 8:33 PM | #3

    estou fazendo adm: banco de dados estou gostando, muito legal!

  4. 13/10/2009 às 3:09 AM | #4

    Bá, eu fiz técnico de informática e ouvi muito falar em DBA e todas essas palavras aí mencionadas. Mas não gostei de programar E completando o que tu disseste: o cara vive sobre pressão. Não sou hábil suficiente na programação para me dar bem com esta pressão. :-(

    • Fernando Henrique
      16/10/2009 às 4:46 PM | #5

      Realmente chará, o cara pra programar precisa gostar bastante da área, mas a pressão que o profissional sofre não é exclusiva do programador! Dá uma olhada neste post sobre o assunto:

      http://dominioti.wordpress.com/2009/08/26/profissional-de-ti-sob-pressao/

      Essa é uma realidade geral da área de TI. Dependendo da área, você sofre muita ou pouca pressão, mas infelizmente (ou felizmente) este ambiente de tarefa muda muito rapido e constantemente, mal nos especializamos em uma tecnologia existem 50 novas para estudarmos e explorarmos, e temos que gerar resultados, pois a cobrança em cima do profissional é grande. Por isso o profissional de tecnologia é moralmente bem reconhecido (mas o salário ó… lembrando Professor Raimundo). Obrigado pelo comment, volte sempre!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 461 outros seguidores